1ª Vara de Aquiraz realiza audiência por videoconferência para agilizar trâmites processuais

0
223

A Justiça estadual está intensificando o uso da tecnologia para dar celeridade aos trâmites processuais. Desta vez foi a 1ª Vara da Comarca de Aquiraz que realizou, na sexta-feira (13/09), audiência de instrução para ouvir testemunha de acusação no caso do duplo homicídio de Gegê do Mangue e Paca. Eles eram integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), oriunda de São Paulo, e foram encontrados mortos em fevereiro de 2018, em reserva indígena no Município de Aquiraz.

Para tratar do caso, foi designado um Colegiado de Juízes que consideraram necessário o uso da ferramenta. Para elucidar os fatos, uma testemunha em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, foi ouvida durante a sessão. Além disso, as audiências foram assistidas, por videoconferência, pelos réus Jefte Ferreira Santos, Felipe Ramos Morais e Carlenilto Pereira Maltas, respectivamente dos presídios de segurança máxima em Itaitinga (CE), Mato Grosso do Sul e Brasília.

Segundo o Colegiado de Juízes, as vantagens do uso do sistema trazem “celeridade ao feito; segurança aos envolvidos no procedimento e para o réu, que é ouvido no próprio estabelecimento prisional; e o menor custo do Estado que não arca com o deslocamento do preso, transporte e escolta”. As próximas audiências, que também farão o uso da tecnologia, estão agendadas para ocorrer nos dias 20 e 24 deste mês.

DEIXE UMA RESPOSTA