Acusado por André Fernandes, deputado chora na tribuna após arquivamento de denúncia

0
280
Deputados de diversos partidos se solidarizaram com Nezinho – Foto: José Leomar

O deputado Nezinho Farias (PDT)  chorou durante discurso, na manhã desta quinta-feira (4/7), na Assembleia Legislativa, ao falar sobre o arquivamento da denúncia apresentada pelo deputado André Fernandes (PSL) sobre seu suposto envolvimento com facção criminosa.

Fernandes é alvo de duas representações – uma do PSDB e outra do PDT – no Conselho de Ética da Assembleia, por suposta quebra de decoro parlamentar.

Segundo o jornal Diário do Nordeste, antes de fazer a denúncia ao Ministério Público do Estado (MPCE), o deputado do PSL fez uma acusação durante discurso, sem citar nomes, do envolvimento de colegas com organizações criminosas.

Nesta manhã, Nezinho cobrou agilidade dos processos no Conselho de Ética.“Alguém usar o Parlamento e fazer uma denúncia com duas folhas de papel? A minha indignação continua, que essa Casa possa tomar as providências, para que não aconteça com mais um colega deputado”.

Na denúncia, André Fernandes afirmou que um projeto de lei apresentado por Nezinho para regulamentar jogos eletrônicos serviria para “lavagem de dinheiro” da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) por meio do “jogo do bicho”. O deputado do PDT nega envolvimento e diz que o projeto serve para tornar os games como esporte e não legaliza jogos de azar.

“Alguém usar o Parlamento e fazer uma denúncia com duas folhas de papel? A minha indignação continua, que essa Casa possa tomar as providências, para que não aconteça com mais um colega deputado”

O Ministério Público não abriu investigação e decidiu arquivar a denúncia por considerar que o parlamentar “não apresentou indícios ou provas que confirmassem a denúncia”. O parlamentar chegou a prestar depoimento na Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), na semana passada.

Durante discurso, nesta quinta, Nezinho lembrou que um projeto de lei semelhante ao dele foi aprovado nas comissões no Senado. O projeto de autoria do senador Roberto Rocha (PSDB), propõe o reconhecimento, o fomento e a regulamentação dos esportes eletrônicos (os chamados e-sports) no Brasil.

O texto segue para a Câmara dos Deputados, se não houver recurso para análise da proposta no plenário do Senado. Deputados de diversos partidos se solidarizaram com Nezinho, na sessão desta quinta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA