Banco do Brasil estreia relatórios que apontam as melhores oportunidades em crédito privado

0
14

O cenário atual de juros baixos tem afetado muito a rentabilidade de aplicações em fundos de renda fixa, LCIs, CDBs e outros investimentos mais tradicionais. Os títulos públicos perderam a atratividade e, com isso, os investidores têm recorrido mais ao mercado de ações e também às debêntures, que são títulos de dívida emitidos por empresas.

O mercado secundário de debêntures vem crescendo consideravelmente, e, por isso, o BB criou dois relatórios para ajudar os investidores a escolher os melhores papéis. Os índices criados interpretam tendências e indicam movimentos para subsidiar a tomada de decisão de forma geral com o BB Debitum e de forma setorial com o Ativos em Destaque.

“No mercado de ações temos como referência o índice Bovespa, mas para quem investe em debêntures, faltava um referencial para acompanhar o desempenho dos papéis, por isso criamos estes relatórios”, diz Victor Penna, head de Análises Setoriais na área de Pesquisa do Banco do Brasil.

Os analistas do BB Investimentos Renato Odo e José Roberto dos Anjos foram os responsáveis pelo desenvolvimento destas análises. No BB Debitum o investidor encontra uma análise de quais setores econômicos apresentam as melhores oportunidades. Este relatório traz uma síntese da dinâmica do mercado e analisa as principais tendências de preços dos ativos.

Já o Ativos em Destaque traz um mapeamento de ativos com níveis de valorização em preço, divididos em papéis atrelados ao IPCA e papéis atrelados ao DI. O documento também traz tendências e destaques por setor econômico.

“Monitoramos o mercado de debêntures de perto desde 2015. Naquela época, era um mercado com pouca liquidez e os investidores não tinham muita informação sobre o tema. Ninguém analisava e também ninguém operava. Com a queda de juros, os investidores passaram a enxergar o mercado de debêntures como uma alternativa para ampliar suas rentabilidades e assim desenvolvemos uma metodologia para poder analisar os papéis”, conta o analista Renato Odo.

O analista José Roberto dos Anjos explica que um dos propósitos deste trabalho é democratizar o acesso às debêntures disponibilizando informações objetivas e em formato acessível para quem não é do setor financeiro. “O mercado de renda fixa privada guarda excelentes oportunidades de investimentos, que devido a sua dinâmica mais complexa, principalmente no que tange aos cálculos de rentabilidade e particularidades, acaba por afugentar potenciais investidores que estão procurando novas alternativas neste cenário de juros baixos. Queremos simplificar este contato”, diz.

Os relatórios terão periodicidade semanal e devem ser publicados todas as terças-feiras no home broker e no portal Investimentos do BB.

 

DEIXE UMA RESPOSTA