BPRaio e videomonitoramento reforçam a segurança de Pacajus

0
636
IMPLANTAÇÃO DO RAIO DE PACAJUS;© TIAGO STILLE/ GOV. DO CEARA

O uso da tecnologia no combate às ações criminosas associado à agilidade do trabalho especializado desenvolvido pelo Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). Esse tem sido um dos muitos compromissos do Governo do Ceará, que vem aumentando o número de câmeras de videomonitoramento em todo Ceará, bem como a implantação e o aumento do efetivo do policiamento especializado do Raio em diversas regiões cearenses.

Neste sábado, 23 de maio, foi a vez do governador Camilo Santana entregar essas ações na cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza. “Com entrega das equipes, hoje, já são 2.049 policiais militares do BPRaio em todo o Ceará. Esse é um batalhão qualificado e cada profissional passou por um treinamento para enfrentar as piores situações. Aqui estão as melhores motocicletas que existem, são veículos de mil cilindradas e que custaram, cada uma, R$ 60 mil. Quero ressaltar porque aqui está o que há de melhor para o município de Pacajus. É impressionante como a chegada do Raio, em todas as cidades onde implantei, tem refletido enormemente na garantia da segurança dos municípios”, destacou Camilo Santana. Serão 37 novos policiais militares para reforçar a segurança do município. Os profissionais atuarão em 16 motocicletas e uma viatura. O investimento para a implantação do Raio no município foi de aproximadamente R$ 1,1 milhão.

Com uma modalidade de policiamento que veio para trazer mais agilidade no atendimento de ocorrências, o BPRaio, com o seu policiamento motorizado, auxilia na guarda ostensiva, dinamizando o atendimento de ocorrências em relação às viaturas convencionais. Com motos, os policiais adentram por ruas estreitas, conseguem fazer manobras mais ágeis, perseguições e abordagens.

Além disso, crimes como o tráfico de drogas, roubos e tentativas de homicídios, que são comumente praticados em motocicletas, podem ser combatidos de forma mais célere. “A gente vem trabalhando de maneira intensa e investindo nesse batalhão forte que é o Raio. Essa força especializada que vem para ajudar e agregar nas ações já desenvolvidas pelo Policiamento Ostensivo Geral. Antes mesmo de terminar o primeiro semestre do ano, os raianos já apreenderam mais de mil armas. Ano passado, durante o ano todo, foram 1.401. Então, isso mostra o resultado e o empenho dessas equipes”, pontuou o secretário da SSPDS, André Costa.

Já na parte da tecnologia como aliada no combate à criminalidade e visando proporcionar mais segurança para os cidadãos pacajuenses, serão 15 câmeras dispostas pela cidade – entre as com giro 360 graus, as com tecnologia para ler placas de veículos, além de uma câmera interna na sala de videomonitoramento.

Para a cidadã pacajuense Taís Vieira, que veio acompanhar a chegada do Raio e das câmeras que auxiliarão nas ações da segurança, os investimentos do Governo no município trazem uma sensação, ainda maior, da presença policial em Pacajus. “É mais segurança e estamos bastante confiantes com o trabalho do Raio aqui em Pacajus. Esse videomonitoramento é também algo que esperávamos para nossa cidade, porque sabemos que onde a gente estiver, estaremos seguros”, disse.

 

Videomonitoramento

O videomonitoramento foca no enfrentamento à criminalidade nos municípios com   população acima de 50 mil habitantes. O projeto conta com a instalação de mais de 700 câmeras em 38 cidades do Ceará. O investimento anual do Governo do Ceará na disposição das câmeras e operação do serviço é da ordem de R$ 20 milhões.

As cidades de Aquiraz, Aracati, Beberibe, Camocim, Canindé, Cascavel, Caucaia, Crateús, Eusébio, Granja, Horizonte, Icó, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Morada Nova, Quixeramobim, São Benedito e Brejo Santo também já contam com uma central de videomonitoramento com equipamentos espalhados por pontos estratégicos da cidade, com câmeras de 360º e as de leitura de placas, totalizando 310 equipamentos em funcionamento nesses municípios do Interior e RMF. Outras 19 cidades acima de 50 mil habitantes ainda receberão os equipamentos. Mais 25 municípios, que têm população a partir de 30 mil habitantes, serão contemplados em uma próxima fase.

Fortaleza, atualmente, conta com 1.403 câmeras interligadas ao sistema da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), que tem hoje 206 câmeras próprias. Desde setembro de 2017, imagens da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran/CE) foram integradas à Coordenadoria na Capital. O Governo prevê a ampliação do sistema em Fortaleza para o início do segundo semestre de 2018, com a instalação de mais 127 câmeras próprias, totalizando 333 equipamentos apenas de propriedade da SSPDS.

DEIXE UMA RESPOSTA