Icapuí é o município do Ceará com maior queda nas exportações no primeiro bimestre de 2019

0
205
O subgrupo que engloba “Melões, melancias e papaias (mamões) frescos” é o maior impulsionador das vendas ao exterior – Foto: Divulgação

Nos dois primeiros meses de 2019, Icapuí exportou US$ 7,3 milhões, figurando como o oitavo município que mais exporta no Ceará. Esse valor, no entanto, é 63,1% inferior ao exportado no mesmo período de 2018. Foi a maior queda entre os 20 municípios que mais exportam no Ceará. As importações, por sua vez, somaram US$ 488,5 mil no primeiro bimestre do ano, uma redução de 69,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. O saldo comercial foi positivo, com um superávit de US$ 6,8 milhões. Os dados foram divulgados quinta-feira (18/4), e fazem parte de estudo realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

O subgrupo que engloba “Melões, melancias e papaias (mamões) frescos” é o maior impulsionador das vendas ao exterior, com US$ 6,31 milhões. Logo em seguida, estão os crustáceos, com US$ 754,8 mil. Os principais destinos incluem Holanda, em primeiro lugar, com US$ 3,41 milhões, seguida de Reino Unido, com US$ 2,45 milhões.

Caixas e embalagens são os produtos mais importados pela cidade, registrando US$ 390,1 mil, no primeiro bimestre de 2019. Espanha, México, Israel e Tailândia são as principais origens das importações da cidade.

O PIB a preços correntes de Icapuí foi contabilizado pelo IBGE (2015) em R$ 228,1 milhões, sendo 61% englobado pelo setor de serviços, 27% pelo setor primário e 10% pela indústria. A esfera agropecuária é caracterizada principalmente pela produção de frutas como melões, caju e bananas, além de pescados como lagostas.

DEIXE UMA RESPOSTA