IPCE registra aumento acumulado de 12,42% na cesta básica

0
181
Foto: Agência Diário

O Índice de Preços da Ceasa do Ceará (IPCE), pesquisa que calcula o balanço de 65 produtos no mercado atacadista de Maracanaú, registrou 12,42% de aumento no acumulado de outubro de 2018 a outubro de 2019 na cesta básica. No acumulado do período, os outros setores que tiveram aumento foram os de Folha, Flor e Haste (+5,39%), Hortaliças e Fruto (+4,23%) e Raiz, Bulbo e Rizoma (+30,03%). O setor que registrou queda foi o de Frutas (-2,23). No geral, o aumento acumulado foi de +8,79%.

Dentre os itens da cesta básica, as maiores quedas foram registradas no preço do açúcar cristal (-5,00%), queijo coalho (-3,61%) e feijão preto (-1,50%). Os vencedores no quesito aumento foram a manteiga (+27,78%), feijão de corda (+8,28%) e o óleo de soja (+6,39%). A cesta básica do mês de outubro deste ano teve um aumento de + 2,24%, registrando no acumulado de outubro de 2018 a outubro de 2019, um aumento de + 12,42%.

As frutas que tiveram maior queda nos preços foram a manga tomy (-19,83%), o mamão formosa (-13,49%) e a banana pacovan e prata (-11,50%). Já as campeãs do aumento foram a uva Itália (+21,73%), o limão galego e Taiti (+19,05%) e a tangerina murkot (+18,03%).

No setor de Folha, Flor, Haste os produtos que tiveram maior queda foram o alface (-27,18%), o repolho (-11,71%) e a acelga (-9,50%). Já a couve flor registrou aumento de (+15,38%).

Na categoria de Hortaliças e Fruto, os produtos que apresentaram as maiores quedas nos seus preços foram a abóbora leite (-20,78%), abóbora jacaré (-16,22%) e a pimenta de cheiro verde (-15,19%). O aumento dos preços foi registrado no chuchu (+62,70), na vagem macarrão (+42,31%) e no pimentão verde (+22,65%).

A batata doce lidera o aumento de preços no setor de Raiz, Bulbo e Rizoma atingindo o percentual de +1,73%. Já a cebola pera teve queda de (-39,64%), a cebola roxa caiu 38,73% e a cenoura Nantes registrou queda de 27,23% no seu preço.

De acordo com Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa-CE, o IPCE do mês de outubro registrou, no geral, uma queda de 3,11%. “Isso se deve, basicamente, ao setor de frutas, onde a banana caiu – 11,5%, o mamão formosa caiu – 13,4% e a manga tomy teve uma queda de – 19,8% no seu preço. Já o acréscimo acentuado, no momento, vai para o chuchu, em decorrência da situação climática no Maciço do Baturité, registrando um aumento de + 62,7% no preço do produto,” destaca ele.

DEIXE UMA RESPOSTA