Morre o jurista Paulo Bonavides aos 95 anos

0
13

O jurista e professor constitucionalista Paulo Bonavides faleceu nesta sexta-feira (30/10), aos 95 anos, em Fortaleza. A causa da morte do professor emérito da Universidade Federal do Ceará (UFC) não foi divulgada.

Políticos e juristas repercutiram a morte de Bonavides, um dos mais respeitados especialistas em Constituição no Brasil, com passagem por institutos e centros de ensino no Brasil e no exterior. O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana (PT) declarou luto oficial de três dias.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Roberto Barroso, também lamentou a morte do constitucionalista: “Paulo Bonavides manteve a chama do constitucionalismo acesa durante a longa noite da ditadura militar. Liderou o movimento pós-positivista no Brasil e era uma pessoa adorável, generosa e de grande senso de humor. Um ser iluminado. A partir de agora, brilhará no firmamento.”

O Advogado-Geral da União José Levi também declarou pesar pela morte de Bonavides. “O Direito Constitucional brasileiro perde um dos seus maiores expoentes. Ficam as numerosas obras e ensinamentos. Que esteja na Paz Eterna e que seus familiares tenham o conforto das melhores lembranças”, escreveu.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli emitiu uma nota onde afirmou que os livros de Paulo Bonavides “introduziriam no país uma série de temas que eram centrais na doutrina alemã e norte-americana, ajudando a reconstruir o constitucionalismo após 1988. Grande parte da jurisprudência constitucional do Supremo Tribunal Federal inspira-se em suas teorias. Ele foi um jurista que conseguiu concretizar a célebre expressão “o universal pelo regional”. Paraibano de Patos, cearense da universidade federal e jurista do mundo, reconhecido por tantos títulos de doutorado honorário no exterior. O Brasil perde um grande patriota”. Dias Toffoli é o coordenador da “Coleção Paulo Bonavides”, da Editora Forense, ao lado do professor Otavio Rodrigues.

> Campanhas feministas ocupam as redes para vencer sub-representação no poder
> Candidato com patrimônio de R$ 26 milhões recebe R$ 2,4 mil em auxílio emergencial

DEIXE UMA RESPOSTA