O cheiro poético do pindoretamense Lúcio Flávio

0
786
O poeta Lúcio Flávio Silva Holanda - Foto: Reprodução/Facebook

“Geografando Poesia e Palavreando Cheiros”, é o segundo livro do professor, poeta e acadêmico pindoretamense Lúcio Flávio Silva Holanda, lançado na XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, em Fortaleza, e no Espaço Dra. Lucy, em Pindoretama, nos dias 21 de agosto e 5 outubro, respectivamente. O preâmbulo do livro é do doutorando em educação da Universidade Federal do Ceará, pindoretamense Eryck Dieb Souza.

Lúcio Flávio estreou no mundo mágico da poesia com o livro “Terra e Vida: entre Calos e Margaridas”, em 2014. O filho de seu Francisco Lima de Holanda e dona Margarida Silva Holanda (In Memoriam), e pai de Vitória Margarida, Sofia Margarida e Felipe, Lúcio Flávio, é graduado em Geografia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com pós-graduação em Ensino de Geografia (UFC) e em Coordenação e Gestão Escolar pela Faculdade Kurius (Maranguape/CE), atuando como professor das Escolas Estadual de Ensino Médio Júlio Alenquer Fontenele (Pindoretama) e Municipal Cônego Francisco Pereira da Silva (Fortaleza), e professor freelance da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA)/Instituto Dom José. Ademais, Lúcio Flávio ocupa a Cadeira 17 (Patrono Nacional: o doutor em geografia, professor, pesquisador, jornalista, escritor e bacharel em Direito baiano Milton Almeida Santos; Patrono Local: sua genitora Margarida Silva Holanda) e é Vice-Presidente da Academia de Ciências, Letras, Artes e Ofícios de Pindoretama (ACLAP).

O livro “Geografando Poesia e Palavreando Cheiros” foi objeto de um encontro do autor, poeta Lúcio Flávio, com estudantes da Escola de Ensino Fundamental e Médio Custódio da Silva Lemos, em Cascavel/CE, e adotado pela Escola Cristo Rei de Pindoretama (o Colégio Cascavelense, de Cascavel/CE, estuda adotá-lo da mesma forma).   .

São 102 páginas do “Geografando Poesia e Palavreando Cheiros” para se navegar nos mundos da Geografia (rios, solo, mangue, areia, paisagem, água, praia, zona rural, nordeste, sertanejo etc.) e da doçura (gostar, amor, olhar, alma, nostalgia etc.).

O poeta Lúcio Flávio é casado com a professora Maria Ednázia Gondim Rebouças.

“Poeminho a favor

Você que embeleza meu dia

Aromatiza minh’alma

Purifica meu olhar

Acelera minhas pálpebras

Vivifica memórias

Eles passarão

E nós…

Resistiremos.”

Ricardo Ruiz
Professor do Instituto Técnico Federal do Ceará

 

 

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Litoral Leste Ceará.

DEIXE UMA RESPOSTA