PF faz buscas e apreensões na casa de vice-líder do governo no Senado

0
47

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU) cumpriram na manhã desta quarta (14/10) mandados de busca e apreensão na capital de Roraima, Boa Vista, para apurar desvio de recursos públicos oriundos de emendas parlamentares destinadas ao combate à pandemia da covid-19.

A residência do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) em Boa Vista foi um dos alvos da operação da PF, intitulada Desvid-19. São investigadas contratações realizadas no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde envolvendo aproximadamente R$ 20 milhões que deveriam ser utilizados no combate à covid-19.

O senador atribuiu a citação de seu nome na investigação a uma tentativa de macular sua imagem, “ainda mais em um período eleitoral conturbado, como está sendo o pleito em nossa capital”. O senador apoia a candidatura da deputada federal Shéridan (PSDB) à prefeitura de Boa Vista. Em razão da pandemia, o primeiro turno da eleição municipal foi adiado para 15 de novembro e o segundo turno, se houver, ocorrerá no dia 29.Rodrigues é um dos três vice-líderes do governo Bolsonaro no Senado. Em nota (veja a íntegra abaixo), o senador afirmou que irá provar que não teve relação com qualquer ato ilícito. “Tive meu lar invadido por apenas ter feito meu trabalho como parlamentar, trazendo recursos para o combate à COVID-19 na saúde do estado”, escreveu.

Investigação

A CGU identificou indícios da prática de sobrepreço e superfaturamento nas contratações realizadas pela Secretaria de Saúde para aquisição, dentre outros itens, de equipamentos de EPI e teste rápido para detecção da covid-19. O inquérito policial apontou que os recursos eram direcionados, por meio de processos licitatórios fraudulentos, para empresas específicas, que então eram contratadas pela secretaria.

De acordo com a Controladoria, Roraima já recebeu em 2020 cerca de R$ 171 milhões repassados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS). Desse valor, R$ 55 milhões são especificamente para combate à covid-19. Com informações do Congresso em Foco. 

DEIXE UMA RESPOSTA