Quixeré, município localizado no Médio Jaguaribe, é pioneiro no plantio de Açaí no Estado do Ceará

0
166
Açaizeiro em plena produção no sítio Nossa Senhora de Fátima em Quixeré – Fotos: Aécio Santiago

No Estado do Ceará, em Quixeré, município localizado a 200 quilômetros de Fortaleza, na região do Médio Jaguaribe, em pleno semiárido nordestino, no sítio Nossa Senhora de Fátima, de propriedade do casal Francisco Weligton e Maria de Fátima Rodrigues, foi implantado um projeto, inédito de plantio, cultivo e produção de polpa de Açaí, englobando toda a cadeia produtiva e agregando valores ao produto.

O Açaí é uma espécie nativa da várzea da região amazônica, especialmente do Brasil, Venezuela, Colômbia, Equador e Guianas. No Brasil, os estados produtores são Amazonas, Amapá, Acre, Maranhão, Pará, Rondônia e Tocantins. No Estado do Ceará, o cultivo desse fruto ainda era uma experiência inexistente até um casal de produtores do município de Quixeré (Região do Médio Jaguaribe) iniciarem o plantio com sucesso.

Na propriedade, foram plantadas, há três anos, 60 mudas de açaí, vindas da cidade de Paragominas-PA, trazidas pelo irmão de D. Fátima, Valdeci Alves, sendo que, hoje, através de novos plantios e replantio, já são 350 plantas em plena produção.

“O Açaí é um alimento muito importante, na dieta dos nortistas do Brasil, onde seu consumo remonta aos tempos pré-colombianos. Atualmente, o Açaí é cultivado, não somente na Região Amazônica, mas em diversos estados brasileiros, tendo sido introduzido durante as décadas 1980 e 1990. Os estados do Pará, Amazonas e Maranhão são os maiores produtores da fruta, que, juntos, são responsáveis por 85% da produção mundial.” (fonte Wikipédia).

Segundo o IBGE, a produção de Açaí, no Brasil, era de 121.800 toneladas, no ano 2.000; em 2016, chegou a 215.609 toneladas. Este aumento é resultado do incremento do consumo nacional e internacional. Somente, no Pará, existem, aproximadamente, 200 indústrias relacionadas ao Açaí, que trabalham com polpas, sorvetes, bombons, dentre outros subprodutos.

Técnicos da Ematerce de Limoeiro do Norte-CE e do Posto Avançado de Quixeré conversando com o produtor de Açaí, Francisco Weligton

O investimento, feito pelos proprietários, com orientação da Ematerce, foi em torno de R$ 20.000,00, com recursos próprios, utilizados no plantio das mudas de açaí e montagem de uma miniagroindústria para beneficiamento do produto em polpa e deixando-a dentro das normas de certificação do Mapa.

Os produtores Francisco Weligton e Maria de Fátima Rodrigues com os técnicos da Ematerce, na agroindústria de beneficiamento de polpa de açaí

Atualmente, a produção média de Açaí é de 180 quilos/mês, que é transformada em 75 quilos de polpa, vendida, no mercado informal da região, ao preço de R$ 20,00 o quilo. A partir do próximo mês, a agroindústria já poderá repassar sua produção para o mercado formal (supermercados e lanchonetes), como, também, participar de licitações, para venda à merenda escolar, através dos Programa de Aquisição de Alimentos – PAA – e Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE- por exemplo, isso porque o produto já está Certificado, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, disse o assessor técnico da Secretaria Municipal de Agricultura de Quixeré, João Luiz Coelho.

Certificação

No Brasil, qualquer agroindústria de transformação de produtos agropecuários somente poderá funcionar, se possuir o Certificado Sanitário, expedido pelo Mapa, sendo obrigado, também, a presença de um Responsável Técnico – RT. Para facilitar e diminuir os custos operacionais das agroindústrias, de pequenas propriedades familiares, o Mapa treinou e credenciou técnicos das empresas públicas estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural, no caso a Ematerce, para atuarem, como RT, nessas microempresas agropecuárias.

Técnico da Ematerce, Antônio Oliveira, orientando os produtores sobre os benefícios da cobertura do solo com palhas

No período de 29 de outubro a 1º de novembro de 2019, em Limoeiro do Norte, aconteceu um curso, objetivando a formação de Responsáveis Técnicos, – RT. Participaram do evento 31 técnicos das regiões administrativas da Ematerce, do Baixo Jaguaribe, Sertão Central, Litoral Leste, Cariri, Metropolitana e Norte. O curso teve o objetivo formar técnicos da Ematerce, para serem os Responsáveis Técnicos das agroindústrias, de pequenos portes, que funcionam em pequenas unidades agrícolas familiares. O evento foi ministrado pelo Fiscal Federal Agropecuário, Francisco Leandro de Paulo Neto, do MAPA.

Visão geral do plantio de Açaí no sítio Nossa Senhora de Fátima, em Quixeré

O sítio Nossa Senhora de Fátima, em Quixeré, recebe a orientação dos técnicos do posto avançado da Ematerce, André Lima e Evanildo Mendes, que são também os RTs da Agroindústria Açaí Quixeré. O apoio técnico é dado pelos assessores dos escritórios local e regional da Ematerce, de Limoeiro do Norte, Francisco Evangelista de Sá (Vando) e Antônio Oliveira de Almeida.

DEIXE UMA RESPOSTA