Segunda edição do livro “A serra da Mataquiri, o Rio Malcozinhado e Outras Histórias” é lançada em Cascavel

0
1060
Da esquerda para a direita: os autores Evânio Reis Bessa, Milson Almeida, Aírton Dias de Sousa e o ilustrador Hugo Lima Cavalcante Filho – Fotos: Kyko Barros

Ao longo dos anos, a narrativa de histórias, lendas e “causos” atravessou gerações na voz ancestral de avós, bisavós, pais que passaram a fazer parte da própria galeria de personagens na teia que se inscreve dentro de cada pessoa. Essa cultura, que faz parte das raízes do povo cascavelense, é recontada na 2ª edição – ampliada – de uma obra da literatura nativa, lançada na noite de sexta-feira (23/11), no Colégio Cascavelense.

No livro “A serra da Mataquiri, o Rio Malcozinhado e Outras Histórias” (Premius Editora), dos autores Aírton Dias, Evânio Bessa e Milson Almeida, o elemento que costura as narrativas são os mitos transmitidos desde os tempos em que Domingos Paes Botão e João da Fonseca Ferreira adquiriram uma Data de Sesmaria que denominaram Sítio Cascavel, iniciando o povoamento que mais tarde daria origem a essa cidade.

Em 102 páginas, a segunda edição do livro incorpora 13 novos contos numa estrutura narrativa que busca maior fidelidade possível a tudo o que foi ouvido pelos autores. De ouvintes a narradores eles transmitem, com uma linguagem clara e envolvente, a sensação de que, nas estruturas do conto, o leitor – principalmente o público infantojuvenil – contempla as estruturas da sua própria imaginação, ao mesmo tempo em que as fabrica, construindo assim um instrumento indispensável para o seu conhecimento e domínio do legado cultural deixado pelos ancestrais.

Este trabalho começou em sala de aula, no Colégio Cascavelense, com o professor Milson Almeida e Aírton Dias de Sousa, então aluno do educandário. A partir de contos publicados no informativo da escola, o diretor Evânio Reis Bessa, memorialista e historiador por paixão, sugeriu a publicação de um livro para resgatar as histórias contadas de boca em boca em Cascavel. A primeira edição de “A serra da Mataquiri, o Rio Malcozinhado e Outras Histórias” foi lançada em novembro de 2013.

Sessão de autógrafos

“A segunda edição está bem mais organizada, um livro mais maduro em relação ao primeiro. Isso por conta da contribuição de pessoas que nos ajudaram com a narração de novas histórias”, avalia Milson.

Aírton Dias, também garimpeiro das narrativas populares, destaca o rigoroso trabalho de campo e a importância das referências dos sujeitos que entram em cena nesses diálogos entre oralidade e escrita. Segundo ele, algumas pessoas que ajudaram a compor a primeira edição não estão mais entre nós. Como é o caso de seu avô, de quem ele ouviu alguns causos que estão no livro. “A gente tem um trabalho rigoroso de coleta de informações, composição das ideias, revisão e ilustração. Mas é muito gratificante, principalmente por ajudar a guardar a memória do nosso município”, enfatiza.

Mantendo a ambientação e elementos que deram forma à primeira edição do livro, as ilustrações são desenhadas por Wescley Barros Borges e colorizadas digitalmente pelo designer Hugo Lima Cavalcante Filho. Natural de Viçosa do Ceará, Hugo mora em Cascavel há 12 anos e, por não ter conhecimento do antigo contexto paisagístico da cidade, seu maior desafio foi “pintar” o prédio da antiga Cadeia Pública (“A Antiga Casa de Câmara e Cadeia Pública” – página 68). “Tivemos que fazer diversas modificações na pintura, e o professor Evânio, que tem conhecimento maior a respeito do prédio, orientou esse trabalho”, revela. Ainda segundo ele, a capa e contracapa do livro, que reúne personagens das duas edições, demorou uma semana para ser colorizada.

“Quando eu era menino, ia para a casa da Dona Anália, avó do Milson, ouvir as ‘histórias de trancoso’ que ela contava”, relembra o professor Evânio Bessa, indicando uma ligação ancestral com os causos e com o parceiro contista. A primeira edição de “A serra da Mataquiri, o Rio Malcozinhado e Outras Histórias” foi adotada como livro paradidático no Colégio Cascavelense, inserindo novos sujeitos na reconstrução da história local. As crianças contavam, em casa, a leitura feita em sala de aula, e retornavam ao colégio com a história reproduzida, ornamentada com outros detalhes. “Os pais, os avós ou tios intercalavam nas histórias caracteres novos, elementos que enriqueceram a segunda edição do livro. Isso é algo peculiar da cultura e da história oral de Cascavel, das pessoas que tem o perfil e o DNA cascavelense”, ressalta Evânio.

SERVIÇO

Título: A serra da Mataquiri, o Rio Malcozinhado e Outras Histórias

ISBN: 788579246821

Páginas: 102

Altura: 15 cm

Largura: 21 cm

Editora: Premius

Ano da edição: 2018

Edição: 2ª

Ilustração: Wescley Barros Borges (desenho) / Hugo Lima Cavalcante Filho (colorização)

COMPRAR LIVRO

R$ 40,00

A MINHA LIVRARIA

Rua Samuel Bedê, 2563, Bessalândia, Cascavel/CE

Fone: (85) 99662.6478 / 98824.0370

 

DEIXE UMA RESPOSTA