Sobral vende calçados para 71 países e têm alta de 37,4% nas exportações

0
168
Divulgação/FIEC

Em 2019, as relações comerciais da cidade de Sobral com outros países estão em alta. No primeiro bimestre do ano, o município exportou US$ 44,5 milhões, um aumento de 37,4% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado torna a cidade a segunda que mais exporta no Ceará, com 11,3% do total vendido ao exterior pelo Estado. Do outro lado da balança, as importações no período somaram US$ 1,91 milhões, o que gerou um superávit de US$ 42,5 milhões, um crescimento de 39,5% ante o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29/4) e fazem parte de estudo realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Representando basicamente a totalidade das exportações de Sobral, o setor calçadista permaneceu elevando suas vendas no exterior, sobretudo em chinelos e sandálias. Os US$ 44 milhões exportados no setor sustentam o município como o maior exportador de calçados do país. O principal destino são os Estados Unidos que consumiram US$ 5,6 milhões no período. Ainda entre os mercados de destino, destaca-se a Colômbia, que obteve o maior crescimento entre os 5 maiores importadores. O mercado colombiano aumentou suas compras de Sobral em 98,5%, registrando em 2019, US$ 2,6 milhões. Além de Estados Unidos e Colômbia, outros 69 países são destinos das exportações sobralenses, com representação em todos os continentes.

Ácidos policarboxílicos são a principal pauta nas importações de Sobral, com US$ 1,63 milhões importados no primeiro bimestre de 2019. Os ácidos são provenientes, em sua totalidade, de Taiwan, que foi, praticamente o principal fornecedor internacional de Sobral no intervalo observado.

Sobral concentra mais de 70% do seu PIB no setor de serviços é a quarta maior economia do Estado e a maior do interior. A indústria que corresponde a 28% do produto da cidade é destaque nos ramos de cosméticos, mineração, embalagens e cimento. Vale a ênfase também para o setor de Rochas Ornamentais. (IBGE 2015) A cidade de Sobral assumiu, entre janeiro e fevereiro de 2019, o posto de 2° maior exportadora do estado, tendo elevado seus envios ao exterior em 37,4% em relação ao primeiro bimestre do ano anterior. O montante exportado totaliza US$ 44,5 milhões, o que representa 11,3% do total do Ceará. As compras realizadas no exterior também trazem colocação notável a Sobral, uma vez que o município é o 11° em importações do estado, com US$ 1,91 milhões. O saldo comercial obteve ascensão de 39,5%, formando superávit de US$ 42,5 milhões.

Representando basicamente a totalidade das vendas exteriores de Sobral, o setor calçadista permaneceu elevando seus envios, sobretudo em chinelos e sandálias. Os US$ 44 milhões exportados no setor sustentam o município como o maior exportador de calçados do país. O principal destino são os Estados Unidos que consumiram US$ 5,6 milhões, no período. Ainda entre os mercados de destino, destaca-se a Colômbia, que obteve o maior crescimento entre os 5 maiores importadores. O mercado colombiano aumentou suas compras de Sobral em 98,5%, registrando em 2019, US$ 2,6 milhões. Além de Estados Unidos e Colômbia, outros 69 países são destinos das exportações sobralenses, com representação em todos os continentes. Ácidos policarboxílicos são a principal pauta nas importações de Sobral, com US$ 1,63 milhões importados no primeiro bimestre de 2019. Os ácidos são provenientes, em sua totalidade, de Taiwan, que foi, praticamente o principal fornecedor internacional de Sobral no intervalo observado.

DEIXE UMA RESPOSTA