Trecho do Anel Viário tem segunda pista liberada para tráfego nesta sexta-feira (6/11)

0
18

“Este local estava recebendo serviços de implantação de pavimento de concreto e adequações necessárias para dar condições que fosse sinalizado. Só após isso poderíamos liberá-lo. Nesta área, já havia sido liberada a parte superior de viaduto e uma pista da parte inferior. Com isso, a tendência é desafogar o trânsito na região”, explica Quintino Vieira, superintendente da Superintendência de Obras Públicas do Ceará (SOP). A duplicação do Anel Viário é atualmente executada através de convênio entre a SOP e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Agora, a mobilização principal dos serviços se concentra na implantação do viaduto na conexão com a CE-065 (Maranguape), que deve ser entregue no início de 2021. Ao longo dos 32 km do Anel Viário, frentes de trabalho atuam simultaneamente em trechos diversos para garantir mais agilidade. Além de pista duplicada, a obra do Anel Viário inclui a construção de ciclovia.

A ampliação da capacidade do Anel Viário (BR-020) é fundamental para o fortalecimento do corredor logístico da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Em conjunto com a CE-010, a BR-222 e a CE-155, o Anel Viário proporciona a ligação entre os portos do Pecém e do Mucuripe. E, por meio também das conexões com as rodovias BR-116 e CEs 040, 060 e 065, viabiliza melhor deslocamento de e para os polos produtivos da RMF e de todo o Estado. Até agora, pelas obras de duplicação do Anel Viário, foram finalizadas as pontes localizadas sobre os rios Coaçu, Gavião e Siqueira, os viadutos das BRs-020/222, Nova Metrópole e Tronco Norte, e das CEs-040/010 e 060.

DEIXE UMA RESPOSTA