Zé de Lima e Giovanni de Castro prometem organizar Cascavel-CE caso sejam eleitos prefeito e vice em 15 de novembro

0
79

Tendo como eixo do Plano de Governo municipal o desenvolvimento econômico, emprego e turismo; saúde, educação e desenvolvimento humano; meio ambiente, mobilidade e infraestrutura; e governança eficiente, transparente e participativa, a coligação “Cascavel, compromisso de todos”, tem como candidatos à Prefeitura do município cearense, o comerciante Zé de Lima (PDT), 69 anos, a prefeito, e o empresário Giovanni de Castro (PSD), 62 anos, a vice-prefeito.

Quero fazer por Cascavel o que fiz durante toda a minha vida: trabalhar, trabalhar e trabalhar”, diz Zé de Lima na apresentação do Plano de Governo registrado no Superior Tribunal Eleitoral – STE. Segundo o comerciante, o programa foi “inspirado nos diálogos que tivemos durante as visitas que realizamos em diversas residências em todas as comunidades da nossa cidade, onde pudemos constatar os anseios de cada família cascavelense, tão desacreditada do Poder Público e cansada de tantas promessas.”

Os desafios são inúmeros! Em muitas localidades falta o básico, como, por exemplo, água e saneamento. Os nossos jovens estão deixando Cascavel porque faltam oportunidades de estágio e emprego. As famílias que dependem de um cargo comissionado na Prefeitura para garantirem o sustento do dia a dia estão com medo e aterrorizadas com a falta de respeito e o compromisso do Poder Público para com a população.

O candidato Zé de Lima se propõe a fazer, por Cascavel, o que fez durante toda a sua vida: “Trabalhar, trabalhar e trabalhar!”. Acrescenta que “chega de promessas! É preciso, inicialmente, organizar a “casa” a partir de propostas que visem à qualidade de vida da população através de políticas públicas integradas, onde o gestor municipal desempenhe um papel fundamental na relação entre a administração pública e a população.

Segundo o Plano de Governo para o período de 2021 a 2024, “Cascavel clama por mudança, temos (…) um enorme potencial turístico que pode ser explorado e (…) e um povo extremamente trabalhador”.

            Veja algumas propostas de cada eixo do Plano.

Desenvolvimento Econômico, Emprego e Turismo

Criar um plano participativo de marketing para divulgar Cascavel em território nacional e internacional;

Transformar Cascavel em uma cidade de excelência no turismo de negócios, com ênfase no comércio local;

Fortalecer eventos anuais e tradicionais, como, por exemplo: Carnaval, São João de Cascavel; o Festival Gastronômico da Sardinha; o Festival Gastronômico da Arraia; e o Festival Gastronômico da Galinha Caipira dos Chorós;

Saúde, Educação e Desenvolvimento Humano

Construir, retomar e reformar obras de construção de unidades básicas, ampliando e melhorando os serviços já existentes;

Ampliar a cobertura populacional com a Estratégia Saúde da Família, iniciando pelos bairros de populações menos favorecidas e pelas zonas rurais, visando à cobertura de 100% da população.

Implantação do atendimento noturno, com o intuito de facilitar o acesso da população trabalhadora aos serviços de saúde;

Proporcionar a reorganização dos processos de trabalho das equipes de saúde, com a adoção do acolhimento como diretriz de organização, e qualificação das ações e dos serviços;

Construir outros polos da Academia da Saúde, em parceria com os Governos Federal e Estadual;

Educação

Fortalecer e aumentar a Educação em tempo integral, ampliando o número de escolas com este fim e, consequentemente, a quantidade de alunos;

Criar creches em tempo integral e desenvolver um estudo de impacto e viabilidade para a possibilidade de oferecer uma melhor condição para as crianças.

Viabilizar a implantação de Segurança Eletrônica nas Creches Municipais, onde os pais poderão monitorar os seus filhos através de um aplicativo de celular;

Diminuir o déficit de vagas nas creches, garantindo à população o seu direito à educação infantil;

Criar programa de “Reforço Escolar” com o objetivo de aprimoramento do aprendizado e a erradicação do analfabetismo; Implantar políticas educacionais para a EJA (Educação de Jovens e Adultos), principalmente na formação de professores e na capacitação para o mercado de trabalho;

Assistência Social

Criar o Programa de Gerenciamento e Monitoramento das ações dos equipamentos socioassistenciais, com o objetivo de gerenciar o fluxo de atendimento aos usuários da Assistência Social e os seus desdobramentos;

Desenvolver o projeto “Cartão Renda Cidadã”, um programa municipal de transferência de renda como forma de melhoria da qualidade de vida dos beneficiários, com vistas à emancipação financeira das famílias;

Criar o Projeto “Prefeitura na Comunidade”, que visa atuar de forma integrada com a população na solução dos problemas e no atendimento às necessidades de cada bairro; Implementar o Projeto “Cesta Sustentável”, com garantia de reforço das atividades dos equipamentos sociais através de gêneros alimentícios adquiridos da agricultura familiar.

Cultura

Criar o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da População LGBTQIA+;

Criar o mapeamento de ocorrências homofóbicas no âmbito municipal;

Criar um Núcleo de Combate à Homofobia, que trabalhará em conjunto com os serviços de combate às desigualdades;

Incentivo aos blocos carnavalescos e ao Carnaval Cultural da Praça Nossa Senhora do Ó;

Recriação da Banda de Música Municipal.

Juventude e Esporte

Construção de novos espaços poliesportivos;

Ampliar o apoio à prática esportiva, com a inclusão de outras modalidades esportivas;

Promover eventos esportivos de diversas modalidades.

Criação de projetos para o incentivo aos movimentos juvenis e comunitários, tais como: Associações, Cooperativas, Clubes e Agremiações Esportivas, dentre outros;

Geração e implantação de políticas de qualificação e geração de renda para a juventude.

Meio Ambiente, Mobilidade E Infraestrutura Segurança

Criar o projeto de coleta seletiva;

Municipalizar o serviço de tratamento de resíduos da construção civil;

Garantir a efetividade do consórcio entre os municípios para o aterro sanitário e, assim, fazer a destinação ambientalmente adequada dos resíduos sólidos, conforme a Lei 12.305/2010;

Recuperar o espaço degradado do lixão;

Implantar políticas públicas locais de conscientização ambiental.

Infraestrutura

Incorporar a gratificação atual que é paga aos Agentes de Trânsito ao Salário Base da Categoria;

Implantar o Plano de Cargos e Carreiras da categoria dos Agentes de Trânsito, conforme previsão constitucional;

Realizar cursos de qualificação para os Agentes de Trânsito;

Transformar o Departamento Municipal de Trânsito, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Segurança em Autarquia Municipal de Trânsito, com autonomia financeira e orçamentária;

Realizar eventos alusivos à Semana Nacional de Trânsito (SNT), que é comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, a exemplo de Blitz Educativa, Palestras em Escolas e distribuição de material informativo.

Governança Eficiente, Transparente e Participativa

Buscar, através de parcerias estaduais e federais com os programas de combate à seca, perfuração de poços profundos em comunidades deficitárias, extinguindo a indústria do carro-pipa;

Implantação de engenharia pública, fornecendo profissionais competentes para orientação, apoio de obras térreas de até 70 metros, sendo imóvel único, sem estrutura de concreto;

Atender o que determina a legislação no tocante à idade, qualidade e segurança da frota de veículos utilizados na coleta de resíduos sólidos, bem como na ampliação da rede de coleta;

·        Ciação de pontos específicos e estratégicos de coletas de material reciclável;

·        Reativar o cinturão digital nas praças e localidades.

·

DEIXE UMA RESPOSTA